O seu portal de estudos

Virtualização é mais do que softwares virtuais

Posted by Rafael Bernardes em 14 de maio de 2009

Nos últimos 30 anos, a tecnologia de virtualização foi desenvolvida para melhorar a maneira como os indivíduos acessam as soluções computacionais, como as aplicações são desenvolvidas e implantadas, como elas são processadas, onde e como elas são armazenadas, como os sistemas se comunicam um com o outro e, é lógico, como um amplo ambiente de sistema pode se tornar seguro e gerenciável. Esta visão ampla é muito importante se uma organização pretende fazer um bom uso dessa tecnologia.

image

De alguma forma, muitos no mercado chegaram a acreditar que a virtualização era meramente o uso de software de máquina virtual. Esta visão bastante limitada da virtualização é baseada na visão de que a finalidade inteira da virtualização é encapsular o sistema operacional e toda a pilha de software, permitindo que uma aplicação ou serviço da Web seja executado. O software de máquina virtual torna isso possível, para que uma ou mais dessas “cápsulas” funcionem simultaneamente em uma única máquina.

Enquanto esse ponto de vista é útil se os objetivos forem somente a consolidação de um portifólio de aplicações existentes em um número menor de sistemas, redução de custos, evitar custos ou tornar mais fácil a implantação de sistemas para novas tarefas, ele não é tão útil se a organização está buscando níveis mais altos de desempenho, maiores níveis de escalabilidade, maior agilidade, altos níveis de confiabilidade e de disponibilidade ou ser capaz de gerenciar seus servidores físicos e recursos virtuais de uma maneira uniforme.

O Modelo do Kusnetzky Group

O Kusnetzky Group, uma empresa analista de tecnologia, desenvolveu um modelo que descreve cada uma das camadas da Tecnologia de Virtualização em uso atualmente. Cada uma dessas camadas permite que as soluções existam em um mundo lógico e virtual, ao invés de ter que viver dentro de restrições físicas dos sistemas subjacentes. Se alguém analisasse todas as Soluções de TI em uso em um centro de dados da organização, é provável que todas essas camadas de Tecnologia sejam encontradas. São elas:

VIRTUALIZAÇÃO DE ACESSO: A virtualização de acesso inclui a tecnologia de hardware e software que permite que quase todos os dispositivos acessem qualquer aplicação sem que ambos tenham que saber muito a respeito do outro.

VIRTUALIZAÇÃO DE APLICAÇÃO: A virtualização de aplicação inclui tecnologia de software que permite que as aplicações sejam executadas em muitos sistemas operacionais e plataformas de hardware diferentes. Isso geralmente significa que a aplicação foi escrita para usar um framework de aplicação. Isso também significa que as aplicações executadas no mesmo sistema, que não usam este framework, não obtêm os benefícios da virtualização de aplicação. Esta camada de tecnologia torna possível reiniciar uma aplicação em caso de falha, iniciar outra instância de aplicação se a aplicação não está satisfazendo os objetivos em nível de serviço ou fornecer balanceamento de carga entre múltiplas instâncias de uma aplicação para atingir altos níveis de escalabilidade.

VIRTUALIZAÇÃO DE PROCESSO: A virtualização de processo inclui a tecnologia de hardware e software que oculta a configuração de hardware físico de serviços de sistema, sistemas operacionais ou aplicações. A virtualização de processo possibilita que as organizações iniciem múltiplas instâncias de aplicações e façam o balanceamento de cargas de trabalho monolíticas entre elas para obter escalabilidade e gerenciamento, tarefas de segmento executadas entre múltiplas máquinas para melhorar o desempenho geral ou encapsular cargas de trabalho inteiras, de modo que múltiplas cargas de trabalho (sistema operacional, software de gerenciamento de rede, software de gerenciamento de armazenamento, software de gerenciamento de dados, software de framework de aplicação e as próprias aplicações) possam ser executadas em uma única máquina física.

VIRTUALIZAÇÃO DE ARMAZENAMENTO: A virtualização de armazenamento inclui a tecnologia de hardware e software que oculta onde estão os sistemas de armazenamento e qual tipo de dispositivo está, de fato, suportando as aplicações e os dados. Esta tecnologia também possibilita que muitos sistemas compartilhem os mesmos dispositivos de armazenamento sem saber que os outros também estão acessando-os. Esta tecnologia também torna possível ter um snapshot de um sistema dinâmico, de modo que pode ser feito o seu backup sem atrapalhar as aplicações online ou transacionais.

VIRTUALIZAÇÃO DE REDE: A virtualização de rede inclui a tecnologia de hardware e software que apresenta uma visualização da rede que difere da visualização física. Assim, pode-se permitir que um computador pessoal visualize os sistemas que são permitidos acessar. Outro uso comum é fazer com que múltiplos links de rede pareçam ser um único link.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: