O seu portal de estudos

Facilitando a vida no CMD – Netstat

Posted by Rafael Bernardes em 8 de junho de 2011

Dica do Diego, que deve se odiar por gostar de  CMD.

_____________________________________________________________________________________________________________

Faaala Gurizada!!!

Bom, faz bastante tempo que não posto por aqui, devido aos projetos e tarefas que tem me deixado sem dormir, comer, beber tomado muito tempo, mas resolvi passar e deixar uma dica rapidinha. :-D

Queria perguntar pra vocês… O que fazem pra ver se alguma porta está sendo bloqueada na comunicação entre dois hosts?

Existem algumas formas, mas pra mim a mais fácil de todas é utilizar o Netstat.

Sem muitas delongas, e não entrando nas questões dos vários parâmetros que o Netstat propõe pra que possamos executá-lo, quero mostrar a forma que acho mais simples, ao menos pra mim:

netstat -na 1 |find “SYN”

Executando o netstat com estes parametros, tu consegue o seguinte:

1 – Fazer com que o netstat rode em “loop”, de 1 em 1 segundo.

2 – Os parâmetros -na são os mais simples, te mostrando Origem/Destino/Porta/Estado, nada mais que o necessário.Há quem prefira utilizar também o “b” nos parâmetros, que indica qual Processo é responsável pela tentativa de conexão, mas acho poluído demais, sendo que tu já deves ter em mente o que procurar.

3 – A ultima parte do comando, faz com que apareça pra ti somente as conexões em estado SYN_SENT, ou seja, que não conseguiram realmente estabelecer conexões com o “outro lado”. Também não entrando muito especificamente aqui em estado de conexões TCP/IP, pois isso, por si só, daria um livro :-D

Segue o exemplo:

No exemplo, fiz um teste de conexão do MSN Live Messenger, dentro de uma rede que não tem liberação externa. Bacana não?

E pra melhorar, que tal “agilizar” um pouco o processo? Até porque se tu quer fazer um teste rápido… Tu não vai ficar escrevendo essa linha toda aí, toda santa vez, certo???

Vamos criar um Batch, que chamo aqui de “NetSyn.cmd”, contendo as seguintes linhas:

Coloca ele na tua pasta preferida, aquela que tu deixa como padrão na abertura do CMD, e manda bala!!!

Lembrando que, como receita de bolo, tu sempre pode mudar os ingredientes… Adicionar, remover coisas… Tudo pra que fique melhor e do jeito que tu ache melhor! Se quiser contribuir conosco, poste nos comentários!!!

PS: Ultima telinha com o NetSyn.CMD já rodando “nativo” no meu CMD.

Anúncios

7 Respostas to “Facilitando a vida no CMD – Netstat”

  1. Bruno Cruz - Belém Pará said

    Rafael, não vi nada …. você falou que fez um teste na comunicação do msn ? não consegui assimilar ……por exemplo: ontem eu precisei testar a conectividade entre dois host, primeiro na lan, depois partindo da lan e um host na wan na porta 63189 utilizei outro aplicativo pois não conhecia esses parâmetros do Nestat. Poderia explicar melhor?

  2. Rentao said

    Pra galera que utiliza Linux, vale a pena o nmap, muito bom tbm.

  3. rafael said

    Faltou dar o crédito ao site http://www.portaltecnologia.net/2011/06/06/facilitando-a-vida-no-cmd-parte-2-netstat/

    • Bernardes said

      Olha no topo do artigo. O Diego é o autor do portal tecnologia! O link no nome dele vai para o artigo.

      Nunca iremos duplicar nada sem os devidos créditos. Perguntei antes para ele, que é amigo meu.

  4. Na verdade o autor eh o Tiago SOuza , dono do Portal Tecnologia.
    Bom no caso ele fez um teste em uma rede que bloqueava o msn, veja q o SYN_SENT eh registrado pelo netstat ao tentar realizar uam conexão com o Messenger. Foi isso q foi demosntrado.

    Veja uma lista de comadnos do NETSTAT:

    NETSTAT [-a] [-e] [-n] [-s] [-p proto] [-r] [interval], onde:

    -a Mostra todas as conexões e portas abertas (listening ports)
    -e Mostra as estatísticas da Ethernet. Este comando pode ser combinado com a opção -s.
    -n Mostra o endereço e o número de portas na forma numérica.
    -p proto. Mostra as conexões para o protocolo especificado pelo proto; proto pode ser TCP ou UDP. Se usado com a opção -s para mostrar por estatística do protocolo, proto pode ser TCP, UDP ou Internet Protocol (IP)
    -r Mostra a tabela de rotas (routing table)
    -s Mostra por estatística de protocolo . Por padrão, as estatísticas são mostradas por TCP, UDP e IP; A opção -p pode ser usada para especificar um subconjunto padrão
    interval Mostra novamente as estatísticas selecionadas, pausando interval segundos entre cada display. Use CTRL+C para interromper. Se omitido, Netstat mostrará a informação corrente em uma única vez.

  5. rafael said

    Falha minha!
    Não cheguei a levar o mouse no nome do diego pra ver o link.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: