O seu portal de estudos

Posts Tagged ‘ativação por volume do windows’

KMS – Infraestrutura de ativação do Windows

Posted by Rafael Bernardes em 9 de fevereiro de 2010

KMS

Windows KMS

(POST com a ajuda do Igor Humberto e do site http://technet.microsoft.com/pt-br/library/cc308698.aspx)

Pessoal,

Agora mudou o método de ativação para empresas. Os contratos por volume agora precisam de um servidor rodando o KMS para que as máquinas ativem e “fiquem ativando” os softwares Microsoft.

São 3 tipos de licença:

  1. O.E.M – Que vem com o hardware, velha conhecida dos técnicos e dos stands piratas idôneos de informática. (que vendem junto com um drive de CD-ROM, rsrsrsrs)
  2. Comercial – Vulgo FPP ou “de caixinha”. Cara pra caramba, serve para micro empresas e para casa
  3. Licença por volume – Mais barato e prático, mas tem número mínimo de licenças para poder usar.

E existem 3 tipos de ativação da licença por volume:

1 – MAK (chave de ativação múltipla) – de 4 a 24 máquinas:

VAMT

VAMT

Esse método utiliza a ferramenta VAMT. Que é bem prática e simples. Dispensa explicações.

2 – Proxy MAK – Também de 4 a 24 máquinas

Vamos supor que tenha algumas máquinas isoladas da rede. Como fazer a ativação delas? Usando o Proxy MAK,

Eu não consegui simular isso, mas esse blog explica algo: http://www.directionsonmicrosoft.com/sample/DOMIS/update/2006/12dec/1206pactb_illo1.htm

Parece que não é uma opção muito utilizada.

3 – KMShttp://technet.microsoft.com/pt-br/library/cc303280.aspx

O KMS é a melhor opção, só que precisa de 25 Vista para ativar ou 5 server. Mas a contagem é individual e não vale para VMs.

Por exemplo:

  • Um HOST vista pede uma licença ao KMS. Ele recebe o ID 01;
  • Outro Vista pede uma licença ao KMS. Ele recebe o ID 02;
  • Uma máquina virtual Vista pede uma licença ao KMS. Ela recebe o ID 02;
  • Um server pede uma licença ao KMS. Ele recebe o ID 01;

E assim vai. O KMS só vai ativar os Vista assim que atingir 25 chamados. E os server quando atingir 5.

Outro detalhe importante é que se o host KMS estiver em um Vista ele só ativa Vista. Então, se quiser ativar Vista e 2008 Server é melhor colocar o KMS em um server.

Existem duas formas de “publicar” o KMS:

1 – Por DNS:

Segundo a Microsoft, o KMS cria registro no DNS automaticamente. Mas se houverem vários HOSTs com o KMS, só o primeiro vai conseguir criar o registro SRV.

Para publicar automaticamente o KMS em vários domínios DNS:
Faça logon em um host KMS.
Abra um prompt de comando com privilégio elevado. Para isso, clique em Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.
No prompt de comando, digite Regedit.exe e pressione Enter.
Vá até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\SL.
No painel de árvore, clique em SL. Clique com o botão direito do mouse no painel de detalhes,
aponte para Novo e clique no valor Multi-String.
Digite DnsDomainPublishList como nome para o novo valor e pressione Enter.
Clique com o botão direito do mouse no novo valor DnsDomainPublishList e clique em Modificar.
Na caixa de diálogo Editar Multi-String, digite o sufixo de cada domínio DNS no qual o KMS deve ser publicado em linhas separadas. Quando terminar, clique em OK.
Reinicie o serviço Licenciamento de software usando o aplicativo Serviço. Os registros SRV serão criados.

E manualmente em um servidor DNS:

No servidor DNS, abra o Gerenciador DNS.

Na árvore de console, expanda Zonas de pesquisa direta

clique com o botão direito no domínio e clique em Outros registros novos.

Percorra a lista, clique em Local do serviço (SRV) e clique em Criar registro.

Digite estas informações:

Serviço: _VLMCS

Protocolo: _TCP

Número da porta: 1688

Host que oferece o serviço: < FQDN_of_KMS_Host >

Quando tiver terminado, clique em OK e em Concluído.

_____________________________________________

Ou você pode, em cada máquina, digitar o comando:

cscript \windows\system32\slmgr.vbs /skms <KMS_FQDN>:<port>

Pode ser pelo nome completo FQDN ou pelo IP. a porta é opcional, se tiver mudado.

__________________________________________________________________________

Depois dessa guerra toda, vem a hora de inserir as chaves no KMS, para isso abra o console gráfico do KMS e insira as chaves confortavelmente (quem dera) abra o cmd com privilégios administrativos e digite:

SLMGR -IPK <chave>

Depois de todas inseridas:

SLMGR -ATO

Assim ele ativa as chaves.

Meio chato de configurar, mas quebra um galhão e garante a segurança das suas chaves, pois os técnicos não terão acesso as mesmas.

Valeu!

Anúncios

Posted in Windows 2008 | Etiquetado: , , | 7 Comments »